A era da mobilidade estática (e outros paradoxos prementes)

You may also like...

2 Responses

  1. Magno says:

    Noga,

    A medicina está tão avançada que, quando morremos, já estamos quase curados. Em um episódio de House, ele menciona que, se pegarmos de forma aleatória qualquer pessoa na rua, ela será portadora de duas doenças diagosticáveis. O que acontece é que podemos passar a vida sem que essas doenças nos incomodem, mas, aqueles que as percebem e procuram os médicos, sustentam o sistema.

    Quanto ao Galaxy Tab, sinto informar-lhe que prometi nunca mais comprar nada da Samsumg nessa área. Espero, de coração, que você não descubra porque e seja mais feliz que eu. Agora sou um feliz proprietário de um Kindle 3 (aguardando as novidades que a Amazon insinua para breve) e de um iPad 1.

    Estou aguardando para o upgrade para o iPad 3, se, e somente se, a diferença tecnológica valer a pena.

    Por curiosidade, você sabe a diferença tecnológica entre o iPad 1 e 2? Cola. Sim, aquela invenção milenar dos alquimistas árabes 🙂 No 2 tiraram a peça que servia para de estrutura no iPad 1 e substituiram por cola. Resultado, emagreceu 80 gramas. Essa dieta não dá para fazer em casa 😉

    Abraços!

    PS.: para ser justo, fizeram um upgrade no processador e colocaram uma câmera no iPad 2 também. Mas, isso não foi suficiente para justificar a minha migração.

  2. noga says:

    Magno, gostei dessa sua observação sobre “sustentar o sistema”. Procuro passar longe.
    Temos um kindle tb, foi nossa primeira aquisição e por causa dele criamos a editora… 😉
    Quanto ao Galaxy, minha decisão foi motivada por: preço, camera & celular. Eu precisava urgente de algo que lesse QR Codes, vc já saberá por quê. Era ou um celular caro ou… um tablet pelo mesmo preço. Por eqto parece que vai decolar, fora que de vez em quando a rotação da tela bota o conteúdo de ponta cabeça e ainda não descobri por que, hahaha!
    Mas todos os meus ebooks já estão lá, o aplicativo é bem legal.